1.6.13

A estrada da vida...

Foto tirada no sul de Portugal (Escoural, Montemor-o-Novo).
 
 
Como a vida,
Os caminhos são tortuosos…
Os sonhos têm fim…
O tempo esvai-se, segundo após segundo…
 
 
Como a vida,
a estrada parece não ter fim,
mas estreita-se continuamente…
 
 
Resta o desconhecido,
fica o mistério do que há para além do fim do caminho…
 
 
 
António Pereira


1 comentário:

  1. A vida é um eterno caminho, realmente. Começamos por um ponto que não sabemos ao certo, caminhamos por rumos não definidos nem entendidos, e terminamos sem respostas às dúvidas.

    Convido-te, amigo, numa hora qualquer, a visitar meu site e na sessão "Poesias Sociais" ler o meu poema "Caminhos" (é de uma similaridade profunda com "Estrada da vida". Felicidades.

    ResponderEliminar